Apoios ao emprego

O IEFP promove e executa um conjunto de programas e medidas de emprego destinados a melhorar o seu perfil de empregabilidade e a apoiar a sua integração no mercado de trabalho, em vários domínios.

Para participar nos programas e medidas abaixo indicados, deverá estar inscrito no serviço de emprego e manifestar esse interesse junto do seu gestor de carreira.

Caso esteja a receber prestações de desemprego e celebre um contrato de trabalho com uma remuneração inferior ao subsídio que está a receber, pode beneficiar da medida Incentivo à Aceitação de Ofertas de Emprego.


Esta medida consiste na atribuição de um apoio financeiro aos desempregados titulares de prestações de desemprego que aceitem ofertas de emprego apresentadas pelo IEFP ou se coloquem pelos próprios meios, a tempo completo, com uma remuneração inferior ao valor da prestação de desemprego que se encontram a receber.

Atenção: Este apoio pode ser cumulado com os apoios concedidos pela medida de Apoio à Mobilidade Geográfica no Mercado de Trabalho.

Se tem uma ideia de negócio e pretende desenvolver uma atividade empresarial de pequena dimensão candidate-se ao Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego, que engloba as medidas de:

  • Apoios à Criação de Empresas
  • Programa Nacional de Microcrédito
  • Apoio à Criação do Próprio Emprego por Beneficiários de Prestações de Desemprego

Se é jovem, candidate-se ao Investe Jovem, programa destinado a promover a criação de empresas por jovens desempregados.

Atenção: Os apoios do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego e do programa Investe Jovem podem ser cumulados com os apoios concedidos pela medida de Apoio à Mobilidade Geográfica no Mercado de Trabalho.

Informe-se também sobre a medida de apoio ao empreendedorismo Social Investe, desenvolvida em parceria com a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social.

Consulte ainda:

Procure complementar e aperfeiçoar as suas competências e facilitar a sua (re)inserção profissional através da realização de estágios em contexto real de trabalho.

A medida Estágios Profissionais possibilita-lhe a realização de um estágio com a duração de 9 meses.
Veja os requisitos de acesso à medida de Estágios Profissionais e se esta pode ser uma oportunidade para si.

Informe-se também sobre programas e medidas de estágios promovidos por outras entidades:

Conheça as respostas no âmbito do trabalho socialmente necessário que poderão facilitar a sua reintegração no mercado de trabalho.

Informe-se sobre as diversas medidas de Contrato Emprego-Inserção no âmbito do trabalho socialmente necessário. Estas medidas consistem na realização, durante um período máximo de 12 meses, de atividades socialmente úteis tendo em vista promover as competências socioprofissionais e a manutenção do contacto com o mundo do trabalho dos desempregados subsidiados, dos beneficiários de rendimento social de inserção e outros desempregados inscritos, não beneficiários de prestações sociais.

Se tem especiais dificuldades de integração socioprofissional resultantes de algum tipo de deficiência e incapacidade, existem medidas específicas para si.

Programa de Emprego e Apoio à Qualificação das Pessoas com Deficiência e Incapacidade integra um conjunto de medidas que visam promover a integração, manutenção e reintegração no mercado de trabalho das pessoas com deficiência e incapacidade.

Apoios que visam promover e facilitar a integração no mercado de trabalho, nos casos em que a oferta de emprego ou a criação do próprio emprego implica mobilidade geográfica.

Conheça as condições de acesso à medida Apoio à Mobilidade Geográfica no Mercado de Trabalho.

Imagem decorativa